Avança o plano de Eficiência ambiental da Toyota

A montadora japonesa cada vez investe em novas tecnologias com objetivo de produzir veículos elétricos.

Agora avança o plano o de eficiência ambiental da Toyota e os especialistas deste ramo se arriscam em dizer que existirá a aposentaria dos motores a combustão, já que os modelos híbridos já existem.

eficiência ambiental da Toyota

Além do seu objetivo que é poupar o meio ambiente, a pioneira da tecnologia híbrida dos veículos a Toyota Motor Corporation, tem o desejo de melhorar ainda mais a sua contribuição.

Isso porque ele sabe da importância de diminuir a emissão de CO2 na atmosfera. No entanto, atuando sozinha ela não será capaz de reverte os danos que são causadas com os avanços da sociedade atualmente.

Diante desse problema no ano fiscal 2015/16, a empresa fez o lançamento do Desafio Ambiental 2050, que são um conjunto de ações para estabelecer uma meta para que seja possível zerar toda a emissão de gás carbônico em todas as operações da montadora até a metade deste século, o que irá gerar um impacto positivo no meio ambiente.

Plano de eficiência ambiental para curto prazo

Como avança o plano de eficiência ambiental da Toyota, a montadora criou metas que devem ser cumpridas em curto prazo. O seu objetivo principal é acabar com a emissão de CO2 em todas as operações das suas fábricas até 2020.

Dentro desse prazo estabelecido, a Toyota com brasileira terá o desafio de aprimorar todas as unidades que mantêm por aqui, incluindo todas as montadoras, distribuidoras e fábricas de peças, mantendo de acordo a planta que possui em sua sede, em São Bernardo do Campo – SP.

Além disso, a montadora também terá criar medidas como a conscientização dos funcionários e também para os seus colaboradores para que eles façam a troca das lâmpadas fluorescentes pelo por LED.

Um ponto positivo da sede é a otimização do maquinário em horários improdutivos e o uso da energia renovável que juntos garantiram o certificado com o selo ISSO 14000. Além disso, ela conseguiu economizar 56% da quantidade de energia.

E diante desse compromisso sério, os fornecedores e também as redes de concessionarias ganharam o estímulo de trabalhar com harmonia com a natureza.

Desde o ano fiscal 2016/17, período que as primeiras ações da montadora começaram a ser executada até o momento atual, a montadora do Brasil conseguiu reduzir 2% das suas próprias emissões de CO2 por cada veículo produzido.  Portanto, avança o plano de eficiência ambiental da Toyota, porém o seus esforços também foram direcionados no transporte de produtos.

Além disso, os processos de distribuição dos modelos e peças entre os seus fornecedores e também as redes autorizadas deram prioridade a redução das emissões deste gás, o que atualmente está representando ¾ de todo o CO2 que era liberado durante o processo de logística.

Em 2015 foi realizada a inauguração do Centro de Distribuição de Suape – PR que é de muita importância. Está unidade foi criada estrategicamente e fica localizada entre as fábricas de São Paulo e Argentina, o que dá a possibilidade de trazer veículos importados sem passarem pelo o mar.

Essa alternativa conseguiu reduzir 6.800 toneladas de emissões se for comparada ao transporte comum. Além disso, a linha férrea entre Santos e Suzano cidades do interior de São Paulo, também melhora a distribuição das peças que chegam pelo o porto e precisam ser entregues nas fábricas.

Sem falar de todos os pequenos gestos que acontecem no dia a dia de cada um dos mais de 300 mil colaboradores da marca.

Rate this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *