Toyota Hilux Mesmo sendo Líder poderia ser ainda Melhor

Toyota Hilux mesmo sendo líder poderia ser ainda melhor em alguns pontos. Este veículo que sempre chamou a atenção e o que tudo indica vai continuar ganhando elogios.

A nova versão da Hilux não mudou muito, as principais mudanças que foram feitas para a linha 2019 são externas e na área frontal, onde está equipada com uma grade trapezoidal com um novo desenho de para-choque. Em relação à parte traseira nada mudou.

Hilux poderia ser melhor

A equipe de reportagem do Carpress fez uma avaliação sobre a Hilux Flex SRV, modelo que custa cerca de R$ 140.990, testando o veículo dirigindo por  500 quilômetros.

Desde 2015 essa é primeira vez que acontece o facelift deste tipo de veículo, que foi a pioneira no mercado a oferecer câmbio automático de 6 marchas com sistema flex de combustível.

Mesmo enfrentando um mercado concorrido, que tem como competidores principais a Amarok, Ford Ranger, Chevrolet s10, Nissan Frontier, Mitsubishi L200 Triton e entre outros.

A Toyota Hilux mesmo sendo líder poderia ser ainda melhor em alguns pontos que podem ser melhorados futuramente, a Hilux pelo o terceiro ano segue na liderança do seu segmento com mais de 40 mil unidades vendidas no ano passado.

Como é por dentro a Toyota Hilux

A Hilux por dentro, possui chave presencial e botão de partida no motor, além de ser equipada com 7 airbags. Na parte de fora, o veículo ganhou maçanetas cromadas e também rodas de 18 polegadas.

Além disso, o modelo manteve os seus itens que já eram oferecidos como controle de estabilidade, ar-condicionado digital e também assistente de partida.

No entanto, o ponto que desagrada no veículo é a dificuldade de utilizar a central multimídia que é um pouco lenta e o touch muitas vezes é ineficiente. Mesmo oferecendo TV Digital, DVD, câmera de ré, GPS e não possui o sistema Android Auto e Apple Car Play, o que ajudaria bastante os motoristas nas cidades.

Além disso, a sua motorização 2.7 flex de 159 CV a gasolina e 163 cv a etanol e um torque de 25 kgfm é um motor considerado barulhento, dando a aparência de robustez, porém ele poderia ter um barulho mais baixo para esse tipo de veículo, que é líder do mercado.

Além disso, ela é equipada com uma tração integral em todas as rodas, incluindo também a seleção 4×4 reduzida com bons ângulos de ataque que servem para melhorar a entrada e a saída do veículo em locais irregulares, com 28,6 cm altura do solo.

No entanto, a sua suspensão é macia e não é confortável, pois o ponto desagradável é que ela faz o veículo pular muito e balançar em geral em cada lombada e buracos.

Outro ponto que também não é agradável é o seu consumo o veículo quando está abastecido com etanol consegue fazer 5 km/l andando na cidade e 6,2 km/l na rodovia.

Já quando está abastecido com gasolina consegue fazer 7 km/l andando na cidade e 8,3 km/l na rodovia, dirigindo no modo econômico.  Diante desses problemas a Toyota Hilux mesmo sendo líder poderia ser ainda melhor.

Rate this post

1 thought on “Toyota Hilux Mesmo sendo Líder poderia ser ainda Melhor”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *